Quer saber mais sobre o Cabelo Afro? Aqui você vai aprender boas práticas para que os seus fios (naturais ou não) cresçam saudáveis, fortes e bonitos.

Alisamento de Cabelo: tudo o que você precisa saber

0 126

Apesar dos muitos movimentos em prol dos fios naturais, ainda existem muitas mulheres que preferem manter os fios lisos e alinhados. Para isso, elas recorrem a alisamentos de cabelo.

Se esse é o seu caso, saiba que para ter um cabelo liso e saudável após um procedimento químico, é preciso seguir uma série de cuidados. Antes de alisar o seu cabelo, é preciso estar certa da decisão. Além disso, é preciso encontrar um cabeleireiro de qualidade, ter o produto certo em mãos, e ler muito sobre o assunto! Por isso, para te ajudar a ter o cabelo liso dos sonhos, separei um tempo para escrever tudo o que você precisa saber sobre o alisamento capilar.

Alisamento de cabelo: perguntas e respostas

Não há nada de errado em recorrer a processos químicos para conseguir um cabelo mais alinhado. No entanto, antes de considerar um tratamento do tipo, é preciso esclarecer alguns pontos sobre o processo.

1 – O que é alisamento de cabelo?

O alisamento do cabelo envolve a reestruturação dos componentes que formam os cabelos. Tanto ele, quanto o relaxamento, atuam diretamente na sua estrutura interna do fio, chamada córtex. Os produtos químicos mudam a disposição das pontes químicas de hidrogênio e enxofre, quebrando esses ligamentos do eixo do cabelo responsáveis pela distribuição de queratina dentro dos fios. Depois, eles são reestruturados com aplicação de calor. Finalmente, as novas ligações formadas são seladas com mais produtos químicos.

Basicamente, existem três compostos para o processo de alisamento químico: o hidróxido de sódio, o hidróxido de cálcio e o tioglicolato de amônia. Ao mesmo tempo, não existem cremes alisadores padrão que se encaixam em todos os tipos de cabelo. Cada alisante é diferente entre si, seja em princípio ativo, seja em composição e tratamento:

  • Tioglicolato de amônio: com um processo ativo menos intenso que os demais, ele é pouco agressivo à estrutura capilar.
  • Hidróxido de sódio: conhecido como o mais potente e duradouro para alisamento.
  • Hidróxido de guanidina: Mais intenso que o Tioglicolato de Amônio, e menos intenso que o de sódio, ele é considerado um meio termo entre os alisantes.

Mas antes de escolher qual é o princípio ativo do seu alisante, é importante entender que não é a potência o fator a ser considerado como principal. Na verdade, deve ser levar em conta as características e o histórico de químicas aplicadas do cabelo. Por isso, antes de fazer qualquer procedimento químico, é interessante fazer uma consulta ao cabeleireiro para entender o padrão, a elasticidade, a permeabilidade, a textura, a espessura do cabelo, e a saúde geral antes de decidir qual creme alisante é ideal.

Além destes alisantes, existem ainda as conhecidas “escovas de aminoácidos”, que também podem ser classificadas como alisantes, mas na verdade, agem apenas como redutoras de volume.

2 – Quem pode fazer um alisamento?

Qualquer pessoa pode recorrer a um alisamento, desde que ela tenha fios saudáveis e tenha recebido a aprovação de um cabeleireiro especialista em texturização. É que antes de fazer um alisamento de cabelo, é importante entender o histórico do cabelo, e só o olhar profissional pode dar o aval ou não para o procedimento. O cabeleireiro fará um teste de mecha para entender se os fios são resistentes ao produto escolhido, e se você não vai ter nenhum tipo de reação ou alergia com o produto.

Se o seu cabelo não passou no teste de mecha, é interessante avaliar algum tipo de tratamento para deixar os fios saudáveis. O teste de mecha é uma ferramenta muito importante e deve ser levada à sério! Se uma única mecha não resistiu ao produto, bem provável que o seu cabelo inteiro vai correr riscos.

3 – É possível alisar mesmo com os cabelos coloridos ou tingidos?

Sim, mas é preciso optar pelo alisante que possui um princípio ativo compatível com a tintura. Além disso, dependendo da porosidade dos fios, o procedimento químico pode fazer com que a cor fique mais opaca e desbote um pouco.

Leia também: Cabelo Afro e Coloração: o que você deve saber

4 – Onde fazer o alisamento?

Num salão de beleza, com um cabeleireiro certificado e especializado em tratamentos químicos: essa é a únca resposta possível.

Alisamento não é brincadeira: ele é um procedimento químico, com componentes que podem até causar queimaduras ou corte químico, se não feito de maneira correta. Portanto, só faça em um lugar que você se sente a vontade para cuidar.

Faça buscas na internet, pegue indicações com seus amigos, leia os comentários nas redes sociais e peça referências. Procure saber se o cabeleireiro realmente sabe o que faz, até porque, ele vai mexer no seu cabelo, algo bastante valoroso, não é?

5 – Quero o meu cabelo super liso! Qual produto escolher?

O resultado do alisamento de cabelo depende muito mais do tipo de fio e do histórico capilar, do que do tipo de produto utilizado. Por exemplo, se a espessura do seu fio é fina ou grossa, ou se você já tem outros procedimentos químicos no cabelo. Assim, essa combinação de fatores é que vai determinar o resultado, e um profissional poderá escolher o produto certo juntamente com você.

Na hora de avaliar o produto, evite procedimento que contenham carbocisteína ou formol em suas fórmulas.

6 – O alisamento pode deixar o cabelo ondulado?

Não. Quando se trata de alisamento, ele vai alisar o seu cabelo e você vai perder os seus cachos, tenha ciência disso. Se você deseja manter algumas ondas nos fios, e só quer algo que diminua o volume, ou reduza o frizz, procure os tratamentos com aminoácidos; Eles possuem efeito temporário e saem naturalmente dos cabelos.

Leia também: O que é relaxamento capilar?

7 – Qual é o período para retoques da raiz?

Depende do ritmo de crescimento do seu cabelo, mas a maioria das mulheres precisam retocar de três em três meses.

8 – Existem efeitos colaterais ao alisamento de cabelo?

Como todo o procedimento, existem alguns pontos negativos que você precisa considerar antes de alisar o cabelo:

  • Mistura de textura nos fios, com cabelo liso nas pontas e crespo na raiz quando o cabelo está crescendo.
  • Manutenções periódicas do alisamento para manter o visual.
  • Risco de ressecamento excessiva.
  • Logo após o procedimento, pode gerar coceiras no couro cabeludo, caspa e outros problemas relacionados.
  • Se não tratado corretamente, pode gerar dano à textura do cabelo, queda de cabelo, e perda de brilho natural.

9 – Depois de alisar, como devem ser os cuidados com o cabelo?

Além de ler os posts sobre cabelo quimicamente tratado aqui do blog, é importante que você faça de tratamentos de reconstrução e reposição de massa capilar. Além disso, é interessante fazer hidratações e uso de óleos essenciais para selagem.

A saúde e nutrição dos fios também pode ser restaurada com uma alimentação saudável e a ingestão de muita água. Além disso, use apenas produtos recomendados por seu cabeleireiro, e faça visitas ao seu salão de rotina toda a vez que sentir que o cabelo está perdendo a saúde.

10 – Qual shampoo usar?

Procure utilizar sempre produtos que são indicados para cabelos quimicamente tratados, já que eles possuem extratos e óleos em sua fórmula para que o cabelo ganhe brilho e maleabilidade. No entanto, se o seu cabelo é naturalmente oleoso, procure produtos que não acrescente ainda mais oleosidade aos fios.

Leia também: Os melhores cuidados para cabelos alisados

Alisamento capilar é um comprometimento!

Atualmente, o meu cabelo é natural. Quando eu quero ele liso, apelo para o uso de Lace Wigs, porque sei que quando eu quiser voltar para a textura crespa, basta remover a peruca. Mas por mais de dez anos eu alisei o meu cabelo, e fiz outros procedimentos químicos, e por isso, preciso dar o alerta: alisamento de cabelo é um comprometimento.

Então, aqui vão algumas perguntas:

  • Você está pronta para lidar com duas texturas em seu cabelo, quando a raiz começar a crescer?
  • Você está pronta para visitar o salão para retoques a cada três meses?
  • Você está disposta a evitar a chuva para salvar o próprio cabelo, porque nem sempre será fácil controlar o frizz depois?
  • Você entende que para ter seus cachos naturais novamente, após um alisamento, você terá de fazer a transição capilar? É claro que você pode recriar cachos com baby liss, mas eles sairão assim que você lavar. Se você quiser a opção de usar seus cachos naturais, um tratamento de alisamento agressivo não é o mais adequado para você.

Eu não quero te assustar, só quero lembrar a você que o alisamento não é a única opção disponível para esta mudança capilar. Existem várias maneiras não-permanentes de reduzir o frizz, basta pesquisar um pouco mais.

E por hoje, essas são minhas dicas.

Ficou com alguma dúvida? Tem alguma outra dica? Deixa o seu comentário!

Leave A Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.