Quer saber mais sobre o Cabelo Afro? Aqui você vai aprender boas práticas para que os seus fios (naturais ou não) cresçam saudáveis, fortes e bonitos.

Tudo sobre Cabelo Afro

Os cabelos afros, também conhecidos como cabelos crespos, são lindos, mas exigem cuidados. A parte boa é que quando você mantém aprende a manusear e manter boas práticas, seus fios afros vão ficar ainda mais lindos, macios e saudáveis. Confira tudo o que você precisa saber para ter um cabelo crespo dos sonhos.

Eu tenho a impressão de que a maioria das pessoas acredita que um cabelo afro dá muito trabalho, e que os cuidados são intensos e extensos. Bom, isso não é bem assim. A verdade é que os cuidados com um cabelo afro são bastantes simples especialmente porque depois que você entende as regrinhas básicas para ter fios saudáveis, a rotina fica muito mais prazerosa.

É claro que, quando falamos em tratamentos para cabelos crespos, é importante lembrar que algo que funciona para uma pessoa não vai necessariamente funcionar para outra. Cada cabelo afro é único e têm suas particularidades, mesmo os que fazem parte da mesma escala de “tipos de cabelo”.

No entanto, algumas verdades sobre o cabelo afro são incontestáveis e comuns para todos os fios. Por exemplo, você há de concordar que eles são lindos e precisam de cuidados.

Se você quer aprender a cuidar dos próprios fios crespos, mas não sabe como começar, esse guia vai orientar você a cuidar melhor do seu cabelo natural!

Tipos de Cabelo Afro

O cabelo afro geralmente recebe o número 4 na tabela de Tipos de Cabelo. Quando falo em características, o fio Tipo 4 é conhecido por ser uma textura frágil e delicada, que necessita de muito amor. Geralmente, o cacho tipo 4 é bem fechado, ou quase nem existe. Além disso, esse tipo de cabelo é bem macio e volumoso (quando está hidratado).

O cabelo tipo 4 é subdividido em outras categorias de acordo com o padrão do cacho e suas características:

  • O cabelo afro tipo 4A tem cachos muito pequenos que ficam no padrão “S” quando esticados.
  • O cabelo 4b forma cachos tão pequenos que lembram aquela mola que fica dentro das canetas.  O fator encolhimento também é bem grande.
  • O cabelo afro tipo 4C tem um cacho um pouco menos definido, e o padrão do cacho forma um “Z”. Por conta disso, o formato do cacho fica bem apertadinho, e o fator encolhimento mais absurdo. A textura pode lembrar a algodão, e ele pode encolher até 75%. A ondulação se assemelha a uma forma em ziguezague com ângulos bem agudos.

Leia também: Cabelo 4C, como cuidar do seu fio crespo?

Leia também: Tipos de Cachos: como identificar o seu

Como cuidar de cabelo afro

Eu falei no começo do post que os cuidados com o cabelo afro são simples, mas isso não significa dizer que eles são rápidos. Na verdade, você muitas vezes vai se cansar em apenas lembrar que precisa lavar e desembaraçar os cachinhos.

No entanto, com as técnicas corretas, tenho certeza de que você vai amar manter o seu cabelo natural. Antes de mais nada é importante ter paciência e estar disposta a dedicar um tempo para entender seus fios. Para te ajudar, listei uma série de dicas bem completas de como você pode manter os seus cachos crespos hidratados e saudáveis.

1 – Hidrate seu cabelo afro

Um cabelo crespo precisa se manter hidratado – o tempo todo. Isso porque, de todas as texturas de fios, o cabelo tipo 4 é o que tem mais probabilidade de ficar ressecado. Então, a hidratação é uma forma de prevenir este problema já que ao manter os cabelos sempre bem hidratados, você garante que eles sempre terão a reposição de água adequada para manter os fios bem nutridos

Dicas para manter a hidratação nos fios!

Ao menos uma vez por dia, pegue o seu leave in preferido e passe ao longo de todo o cabelo. Massageie para que a hidratação penetre nos seus fios.

Para evitar que a hidratação “fuja” do seu cabelo afro, é interessante que você crie uma camada protetora ao redor fio. Você consegue isso usando algum óleo essencial, de preferência de coco ou azeite extra-virgem, e aplicando sobre o cabelo ao final do processo de hidratação. Essa técnica chamasse “selagem”, e, ao selar o seu cabelo você retém a umidade no interior do fio.

“Umidade, umidade e umidade é tudo o que o nosso cabelo deseja! A melhor forma de garantir um cabelo úmido é utilizando a própria água. Por isso, lave os cabelos pelo menos uma vez por semana!”

Mantenha o cabelo hidratado entre uma lavagem e outra!

Há muitas maneiras de fazer isso, e muitos produtos para usar, mas o meu favorito é misturar um pouco decondicionador em um frasco de spray com água e um pouco de óleo (por exemplo, argan). Agite e aplique o cabelo diariamente.

Leia também: Qual a importância da hidratação para o seu cabelo? 

2 – Cuidados na lavagem do cabelo afro

Lavar não é sinônimo de “usar shampoo”, especialmente se você tem cabelo crespo. A verdade é que dependendo da escolha do shampoo, a hora da lavagem pode ser até prejudicial ao seus fios afros.

A maioria dos shampoos comerciais contém uma substância chamada lauril sulfato de sódio ou outra chamada lauril sulfato de amônio. Esses componentes são detergentes que removem a sujeira do fio, mas removem também a oleosidade natural do cabelo, deixando-o seco e quebradiço.

“Os sulfatos são vilões para o cabelo afro?”.

A resposta é “não”, mas você precisa entender como este componente funciona. O grande problema é que os sulfatos são químicos que atuam como agentes espumantes. A espuma pode irritar a pele e cabelo, gerando quebras do fio e emaranhamento –  que é exatamente o oposto do que você quer para o seu cabelo cacheado crespo.

Em outras palavras, a espuminha que a gente tanto ama na hora de lavar o cabelo pode deixar nossos fios extremamente ressecados. Então, antes de utilizar um shampoo, é importante conferir os ingredientes listados para saber se existem sulfatos na composição.  Se existem sulfatos no seu shampoo preferido, tente limitar o uso, lavando o cabelo somente quando ele estiver bem sujo e caprichando na hidratação depois. Você também pode experimentar shampoos naturais sem sulfatos ou alterar entre um período de lavagem e um de “co-lavagem”.

A aposta mais segura para seus cachos? Co-lavagem!

Substitua seu shampoo por um condicionador hidratante, que essencialmente remove as impurezas sem deixar o cabelo ressecado. Mas atenção: embora uma co-lavagem seja perfeitamente aceitável, ela não substitui totalmente o xampu. Seu cabelo ainda precisa de uma limpeza forte de vez em quando!

Leia tambémMétodo LOC: o que é e como fazer para ter fios hidratados?

3 – Desembarace seu cabelo afro com cuidado

Eu tenho uma regra: nunca desembarace o seu cabelo afro enquanto ele estiver seco!

No entanto, essa regra é minha e há muita gente que não concorde com essa regra. De qualquer forma, a dica é tentar pentear o cabelo somente quando ele está úmido, ou ao menos com um creme de pentear.

É que cachos e escovas de cabelo não são exatamente as melhores amigas. Aliás, outra dica que eu tenho é que você desembarace o seu cabelo usando os dedos mesmo, com paciência, para separar os nós sem quebrar os fios.

A ordem mais correta para a hora do penteado

Primeiro, desembarace os fios com as mãos. Depois de tirar os nós mais difíceis, use um pente de dentes largos ou uma escova de desembaraçamento. É interessante dividir o cabelo em partes para facilitar o manuseio dos fios.

Leia também: Como desembaraçar um cabelo cacheado

4 – Cuidados na secagem

Depois da parte da lavagem, é hora de garantir que seus cachinhos sequem da maneira correta para que você possa fazer um penteado ou usá-lo solto da maneira que você gosta.

Algumas práticas vão garantir menos frizz na hora da secagem dos fios:

  • Use toalha de microfibra ou uma camiseta de algodão para secar os fios. As toalhas possuem aqueles nós pequenos que prendem os fios crespos podendo causar quebra. Além disso, o atrito com a toalha gera muito frizz.
  • Deixe secar ao ar livre. O difusor até ajuda, mas o cabelo tipo 4 precisa da hidratação que a secagem livre proporciona.
  • Aliás, evite secador. Sempre prefira um difusor, já que ele traz menos danos ao cabelo do que o calor direto vindo de um secador direcional.

Leia também: Como usar o difusor corretamente sem arruinar seus cachos

5 – Durma com fronhas de seda

Sempre durma com uma touca ou uma fronha de seda, se possível. Como eu já mencionei aqui, o algodão remove a hidratação do cabelo.

Ao proteger seu cabelo à noite, procure fazer o famoso “abacaxi”, que é aquele penteado em que você prende o cabelo no topo da cabeça com um rabo de cavalo solto. Depois de montar o abacaxi, é só colocar o chapéu de seda ao redor do cabelo ou enrola-lo com um lenço de seda.

Quando você faz isso, você terá seus cachos preservados no day after. Aí, é só usar um spray com algum óleo leve, um produto creme ou água, e você está pronto para ir.

6 – Use penteados protetores

Sim, sim, sim — eu vivo falando de penteados protetores. Mas falo por vários motivos:

  • O seu cabelo vai ficar protegido;
  • Consequentemente, ele pode crescer sem quebras;
  • Os fios vão se manter saudáveis, entre outros.

O cabelo crespo tende a crescer mais quando mantido em penteados de proteção. Entre os penteados estão os Twists, tranças, coques, ou qualquer outro método para manter o cabelo esticado enquanto seca (e longe do atrito com a roupa e do contato com agentes externos, como poeira e calor).

Dependendo do estilo escolhido, você notará uma diferença muito grande nos seus fios. Você vai notar que seu cabelo não encolhe tanto, que não embaraça tão facilmente, que ele parece mais brilhante, e que está crescendo.

Se você prefere usar o cabelo solto, estique-o enquanto seca para minimizar os embaraçamentos e para garantir mais umidade nos fios, mantendo assim o comprimento. Você pode, por exemplo, pode fazer twists na hora de secar (torcendo e trançando o cabelo com hidratante quando molhado, e depois soltando quando estiver seco).

Leia também: Penteados Protetores: o que são e quais você deveria adotar

7 – Evite usar modeladores térmicos

Limite o uso de secadores, chapinhas e baby liss em seu cabelo. Sempre que possível, tente secar o seu cabelo ao ar livre. Além disso, à medida que ele fica mais longo, você pode secá-lo com difusor, mas fazer isso em partes para minimizar o o embaraçamento.

Se você decidir alisar o cabelo com secador e chapinha, certifique-se de usar SEMPRE um protetor de calor. Também limite o número de vezes que você alisa seu cabelo natural com secador ou chapinha, porque os resultados podem ser imprevisíveis e você os danos por conta do calor são irreversíveis!

8 – Manuseie com cuidado

O cabelo afro tipo 4 é bastante frágil, e por isso, precisa ser manuseado com cuidado para que os danos sejam controlados. Não pense que dá para sair puxando, prendendo, penteando com força: o seu cabelo pode quebrar dessa forma.

É preciso seguir todos esses passos e manusear com amor. Além disso, aplicar produtos específicos para o cabelo crespo que fortalecem e fazem crescer o cabelo.Tudo isso é vital para ter cachos cheios e saudáveis.

O seu cabelo afro pode crescer

A ideia de que um cabelo afro não cresce é mito. Aliás, um mito que nasceu por falta de informação, já que mesmo as mulheres negras da indústria estão aprendendo agora sobre texturas naturais de cabelos (já que a maioria delas cresceram com o cabelo relaxado). Então, há uma falta de conhecimento sobre como mantê-lo saudável o suficiente para que ele possa crescer. Felizmente, ter um cabelo afro longo é uma coisa completamente possível.

Leia também: 7 mitos sobre cabelo afro

Produtos para cabelo afro

Eu já recebi uma série de perguntas sobre quais produtos comprar para tratar o cabelo afro. Então, nesta parte, vamos falar sobre a melhor forma de escolher bons cremes e shampoos.

Veja o que você precisa saber na hora de decidir qual produto comprar:

Evite silicone

Elimine ou diminua o número de produtos com silicones (cones) neles. Geralmente, na composição, estes ingredientes são que terminam em “um“, “xane“, “onol“. O problema dos silicones é que eles tendem a se acumular no cabelo, criando uma capa no fio que impede que a hidratação penetre no fio, exigindo um shampoo com sulfato para retirá-los.

Nota: Os silicones são importantes em produtos como protetores de calor, mas não tão essenciais em condicionadores e hidratantes.

Evite óleos minerais

Evite qualquer coisa que contenha óleo mineral / parafina líquida / petróleo. O óleo mineral (presente na maioria dos produtos comercializados na categoria “cabelo crespo”) pode ser um verdadeiro pesadelo para um cabelo natural. Embora muitas meninas com cabelo crespo achem esses óleos interessantes para selar o fio e proteger as pontas, o efeito colateral é que ele reveste o fio do cabelo também evitando a entrada de umidade e deixando os fios secos e quebradiços. Além disso, ele atrai sujeira e poeira aos cabelos, deixando-os rapidamente opacos e sem brilho. A única maneira de removê-los é usando shampoos sulfatos, aumentando o ressecamento.

Na minha humilde opinião, tudo que é petroquímicos não é muito interessante para cabelos crespos. Mas, se você optar por usar produtos que contenham óleo mineral, tente não aplicar no couro cabeludo para evitar o entupimento de seus folículos, e, neste caso, não faça co-lavagem. Lave os fios com shampoo.

Escolha os produtos certos na co-lavagem

O condicionador contém surfactantes suficientes para limpar o cabelo e couro cabeludo, e, por isso, se você usa produtos totalmente naturais que não se prendam ao seu cabelo, é possível lavar o cabelo apenas com condicionadores, sem que o fio tenha acúmulo de substâncias.

No entanto, antes de começar uma rotina de co-lavagem, você terá que usar um shampoo de sulfato na primeira vez para retirar o lixo de todos os produtos ruins que você usou até aquele momento. É interessante usar um shampoo de sulfato de tempos em tempos também.

Hidratantes Capilares precisam de ingredientes específicos

É interessante fazer uma hidratação profunda ao menos uma vez por semana, ou uma vez a cada duas semanas, com um condicionador sem silicone e óleo mineral. Se você sentir que seu cabelo precisa de um impulso adicional, adicione mel, azeite, manteiga de karité ou qualquer outro óleo natural ao seu condicionador. Aplique no cabelo, cubra com uma touca de plástico térmica aquecida por pelo menos 20 minutos ( ou uma toalha quente / outra touca com calor), ou por uma hora usando apenas o calor do corpo (toalha enrolada em volta da cabeça).

Óleos não são hidratantes

Não se engane: óleo não é umidade! Aliás, água e óleo nem se misturam!

Você só pode obter umidade da água, portanto, procure produtos que contenham água ou umectantes, como aloe ou glicerina, na lista de ingredientes. Óleos e manteigas só bloqueiam a umidade que já existe, então use óleos e manteigas naturais (como azeite extra-virgem, óleo de coco extra virgem e manteiga de karité não refinada) para selar a umidade depois de usar um hidratante à base de água.

Nunca use óleo sozinho em cabelos secos: Observe, porém, que a selagem após a hidratação é extremamente importante para ajudar a reter essa umidade e também para manter suas extremidades lubrificadas, minimizando as quebras.

Dica útil sobre umectantes:

Os umectantes funcionam atraindo a umidade do ar para o seu cabelo. Porém, em climas secos, como não há umidade no ar, o efeito pode ser contrário. Então, um bom truque ao usar produtos com umectantes, é aplicá-los antes de entrar no chuveiro.

Dicionário do Cabelo Afro:

Dá uma olhada em alguns termos comuns do mundo crespo:

Fator Encolhimento: O fator encolhimento representa o comprimento perdido do cabelo por conta da curvatura do fio. Por exemplo, um fio esticado pode ter 30 centímetros, mas enrolado pode ter 5 centímetros por conta do encolhimento. Se você pretende reduzir o fator encolhimento, é provável que o padrão de cachos também mude – até permanentemente.

Wash ‘n’ Go: Um método de penteado que pode ser feito com frequência, quantas vezes você tomar um banho. Pode ser feito duas vezes ao dia, mas não pode ser usado por mais de dois ou três dias seguidos porque os cachos desmancham. Pode ser seco ao ar livre, ou com difusor.

Co-Lavagem: Lavar o cabelo com água e condicionar. O método limpa o couro cabeludo (pele) e cabelo. Evita o ressecamento, embaraçamento e quebra. Recomendado para texturas de cabelos naturalmente secos e crespos a encaracolados.

Penteado protetor:  Penteado em que o cabelo afro é usado preso e protegido.

Danos térmicos: São danos vindos do secador, chapinha e baby liss. Os danos térmicos podem destruir ou alterar o padrão de cacho e alisar permanentemente o cabelo. Por isso, se você usar esses modeladores, use somente em um cabelo bem saudável.

Leia também: