Quer saber mais sobre o Cabelo Afro? Aqui você vai aprender boas práticas para que os seus fios (naturais ou não) cresçam saudáveis, fortes e bonitos.

Inspiração de penteados para a transição: para arrasar sem dramas

0 12

Costumo dizer que minha transição capilar foi bem tranquila, mas confesso que a parte de “misturar” a textura natural e a alisada não foi lá essas coisas. É que quando nosso cabelo tem uma parte lisa ou ondulado e crespo ou cacheada ao mesmo tempo, dá aquela vontade de só fazer um coque e seguir a vida.

Mas para disfarçar as duas texturas, eu tinha meus truques. Pra começar, eu sempre mantinha os fios hidratados e desembaraçados. Eu também sempre tentava texturizar o cabelo para lidar com ele o mais crespo possível (uma forma de já me acostumar com o futuro).

Eu confesso que tive alguns momentos em que recorri à chapinha e ao secador pra o dia ser mais prático. Tive vários momentos durante a transição em que eu tentava o clássico “wash and go”, mas meu cabelo acabava super crespo em algumas partes, e meio liso nas pontas (um horror).

Nesses momentos, era meio frustrante ter que seguir com a transição. Mas, acabei me virando e aprendi uma série de penteados para a transição capilar. E são esses estilos que vou compartilhar aqui hoje. Acho que vou salvar algumas pessoas de alguns traumas.

Disfarçando a transição: Lidar com duas texturas não é o fim do mundo

Aqui estão 6 dicas e penteados para ajudar você a aprender a amar o cabelo enquanto os cachinhos tomam raízes na sua cabeça:

1 – Considere fazer o “big chop”

Eu sei, você não esperava esse “penteado” logo de cara. Mas minha experiência com o big chop foi tão libertadora, que não tem como não compartilhar essa dica.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Stephanie N. Pereira (@stephanienpereira) on

O “big chop” é uma das formas mais rápidas para voltar ao cabelo natural. Além disso, ele é um desafio de auto-aceitação e compreensão da sua identidade. É muito fácil perceber que você é muito mais do que um cabelo depois do grande corte.

MAS, se você acha que o big chop vai ser muito traumático, pode ir cortando as pontas do cabelo aos poucos, semanalmente. Assim, você mantém os fios saudáveis e não perde comprimento. O meu conselho é que, na fase de transição, você corte o seu cabelo a cada quatro ou seis semanas, porque, à medida que os fios crespos crescem, o cabelo alisado fica mais suscetível a quebras no ponto de encontro entre as duas texturas.

2 – Use penteados protetores

Os penteados protetores, como tranças, crochet braids e lace wigs, são ótimos penteados para ajudar a proteger o seu cabelo enquanto ele passa pela transição capilar.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Stephanie N. Pereira (@stephanienpereira) on

Alguns dos meus preferidos são:

  • Bantu Knots: Aqui na minha casa, a gente sempre chamou de “boró boró”, mas a internet chama de Bantu Knots. É um penteado bem ousado, mas pode ajudar a texturizar o cabelo.
  • Braid-Out: Nele você entrança o cabelo à noite (pode estar seco ou úmido) e solta na manhã seguinte, quando acordar.
  • Spiral Braid: O penteado é bonito e ainda protege o fio, deixando as pontas presas para não ressecarem.
  • Coque alto: Ainda é a opção mais certeira para aqueles dias que você prefere manter os fios presos, ou quando não está a fim de fazer algo muito elaborado.

Mas antes de sair por aí colocando box braids, fazendo twists, ou colocando perucas, é importante considerar alguns pontos:

Dor e hidratação: Nenhum penteado deve ser doloroso! Se você for fazer tranças e estiver apertando muito, fale o com seu cabeleireiro. Também é muito importante garantir que o seu cabelo e o couro cabeludo estão hidratados e saudáveis antes usar qualquer penteado de proteção.

3 – Faça texturização

Ainda que você tenha pontas do cabelo muito lisas, você pode usar o cabelo cacheado com técnicas de texturização. Você pode usar o Twist, bantu knots ou usar bobs, por exemplo, para deixar o fio mais uniforme em seu cumprimento.

Olha como meu cabelo ficou fofinho quando eu texturizei com bantu knots!

 

View this post on Instagram

 

Selfish. #latergram – – – #bantuknotout #blackgirlsrock #fashionblogger #melaninonfleek #blackgirlmagic

A post shared by Stephanie N. Pereira (@stephanienpereira) on

4 – Invista em acessórios

O inverno está chegando, e eu não sei bem se aí onde você mora faz frio, mas aqui no sul o negócio costuma ser meio tenso. O frio é daqueles que resseca a alma, sabe? Então, pra não sair com a cabeça molhada de casa, costumo investir em acessórios.

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Stephanie N. Pereira (@stephanienpereira) on

Os acessórios são um bom truque pra quem também precisa de um penteado para a transição capilar e para meninas que não têm tempo para pentear seu cabelo antes de ir trabalhar de manhã. Você pode usar lenços de cabeça ou turbante (que pode ser amarrado em uma variedade de formatos diferentes). Você também pode usar bandanas ou presilhas decorativas.

5 – Use protetor térmico antes de usar o baby liss ou chapinha

Ainda durante a transição, eu usei chapinha e secador por um tempo, já que minhas pontas estavam muito lisas e às vezes eu preferia usar o cabelo todo liso do que tentar enrolá-lo. E o protetor era o que mantia os fios mais saudáveis.

Então, se você usa modelador térmico para cachear a parte alisada, ou para alisar a parte crespa, é interessante que você use antes um protetor térmico nos fios para que o fio tenha uma a melhor proteção contra danos causados pelo calor.

6 – Tire o shampoo do cronograma e invista em co-lavagem.

Pra quem não sabe, a co-lavagem é um processo que utiliza um condicionador para hidratar e limpar o cabelo no lugar do shampoo. Esse método é ótimo para o wash-and-go, e ainda fornece aquela hidratação que o seu fio crespo merece.

Se você optar por co-lavagem, use shampoo pelo menos uma vez a cada duas semanas para ajudar a remover qualquer acúmulo de produto do cabelo.

E, finalmente, como eu sempre falo aqui, pode ser que você precise de um pouco de ajuda profissional em sua jornada de transição capilar. Embora existam alguns experimentos e penteados que você possa tentar em casa, um cabeleireiro pode fornecer mais informações sobre os cuidados adequados para a textura do seu cabelo.

É isso. Gostou das dicas? Deixa nos comentários!

Leave A Reply

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.